Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018

Turismo
Domingo, 01 de Julho de 2018, 05h:54

SALGADEIRA

Complexo Turístico da Salgadeira é aberto ao público

A entrada no Complexo é gratuita para banhistas e visitantes.

Redação

Christiano Aantonucci

A obra de reforma do Complexo Turístico da Salgadeira, em Cuiabá (MT),foi inaugurada no sábado (30) com a presença de muitos políticos. A obra deveria ter sido entregue ao município em 2014. Após várias interrupções e adiamentos, a inauguração é comemorada pela população.

A nova opção de lazer possui todos os atributos necessários para retomar o título de tradicional cartão postal de Mato Grosso e tornar-se um grande pilar para a economia turística da região. Localizado nas margens da rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), passou por um processo de revitalização e voltará a receber o público, tanto para visitação quanto para o banho de rio ou cachoeira.

“A Salgadeira é uma grande opção de lazer para os mais humildes. Aqueles que não têm condições de construir uma piscina em casa ou pagar para entrar em um clube, encontram nesse espaço a oportunidade de desfrutar de momentos de recreação com familiares e amigos. O complexo está sendo devolvido ao seu legítimo dono, que é o povo da nossa região. Esse patrimônio ficou fechado por muitos anos, privando a sociedade dessa possibilidade de lazer. A Prefeitura de Cuiabá dará todo auxílio preciso para manter bem cuidado este novo local de entretenimento”, comentou o prefeito Emanuel Pinheiro.

A obra

O Complexo fazia parte do pacote de obras para Copa de 2014. O resgate do local foi possível após a formalização de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre o Governo de Mato Grosso e o Ministério Púbico Estadual, com homologação do Poder Judiciário, no ano passado. Ao todo, foram investidos R$ 12,6 milhões para a revitalização completa do espaço. Agora, o Complexo conta com um restaurante amplo, um mini museu, uma loja de souvenir, um posto policial, um mini auditório, área administrativa, playground, paisagismo e duas guaritas.

O local também tem mirantes, rampas e portas que permitem acesso de pessoas com deficiência. Além de estacionamento com 100 vagas para veículos, sendo cinco para ônibus, 84 para carros, e 10 reservadas ao administrativo do complexo. Segundo o governador do Estado, Pedro Taques, o diferencial da obra está na construção de um estação de tratamento de esgoto e também na implantação de 540 metros de trilhas metálica, por onde os visitantes irão andar durante o passeio para evitar o contato com o solo e, consequentemente, sua depredação.

Entrada franca

A entrada no Complexo é gratuíta para banhistas e visitantes. O Governo firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Estado (MPE), autorizando o banho no Complexo. A liberação foi possível após a aprovação do processo de licenciamento ambiental pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), que deve atender a critérios de carga, que contemplam no máximo 45 banhistas simultaneamente em dois pontos situados na margem direita da rodovia.

O documento prevê que será feito um monitoramento contínuo nas áreas de banho com a possibilidade de que a capacidade de carga do local seja reavaliada para menos ou mais. Para haver um incremento no número de banhistas, precisará de novo parecer técnico e anuência do órgão ambiental.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO