Sexta-Feira, 19 de Outubro de 2018

Turismo
Quarta-Feira, 04 de Abril de 2018, 17h:16

ARTESANATO

10ª edição do Salão do Artesanato expõe peças de Mato Grosso

Redação

Gcom

O artesanato de Mato Grosso está presente na 10ª edição do Salão do Artesanato, que ocorre de 04 a 08 de abril, em Brasília (DF). Considerado um dos mais importantes eventos de divulgação do artesanato brasileiro, o Salão conta este ano com a participação de 19 estados e, conforme a organização, são esperadas cerca de 80 mil pessoas até o último dia.

A adjunta de Empreendedorismo e Investimentos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), a convite do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) do Governo Federal, participa da Feira em um estande de 50m² e conta com a presença de três artesãos mato-grossenses, sendo elas, a D. Francisca representando a fauna e a flora com pássaros e animais em raízes, sementes, coco e massa fria; a Ernandes que levou itens em tecelagem; e a Neulione com artigos da cultura indígena.

Para reforçar ainda mais o estoque de exposição, três associações municipais também foram envolvidas com a ação: Alta Floresta (Bio Joias); Barra do Bugres (indígenas) e Poconé (arpilheria), além de também contemplar artesãos de Cuiabá (madeira, couro e cerâmica), de Várzea Grande (tecelagem), de Guarantã do Norte (cerâmica), de Barra do Garças e de São Félix do Araguaia (indígenas). Indiretamente são beneficiados mais de 40 artesãos de todo o estado com o evento.

A Superintendente de Apoio ao Micro e Pequeno Empreendedor da Sedec, Carolinne Luz, explica que o Programa Federal vem permitindo que o segmento do artesanato ganhe mais força, seja por meio de políticas públicas ou de investimentos. “Um exemplo é essa feira com entrada gratuita que só acontece porque o PAB que realiza. No nosso caso, o governo fica encarregado da divulgação e articulação com a classe e com o transporte dos materiais para o evento e apoio, mas, são os artesãos que bancam suas despesas. Há 10 anos participamos do Salão e sempre tem gente interessada porque é boa para vender e fazer novos contatos, pois, circula gente de todo o mundo, de países como o Líbano, a África do Sul e o Peru, por exemplo. Sempre vendemos muito bem, então acaba compensando o investimento”, pondera.

O 10º Salão do Artesanato terá ainda gastronomia, show de danças e músicas regionais, oficinas de mestres artesãos, shows com artistas de destaque no cenário regional, apresentações de danças tradicionais e outras manifestações folclóricas.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO