Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Política
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018, 09h:58

O CARTÃO DA BESTA DE MADURO

Maduro monitora venezuelanos por meio do Carnet de La Patria

Carnet de La Patria é utilizado para intimidar, vigiar e controlar a população

Redação com Agências

Reprodução

O Carnet de La Patria adotado pelo governo de Nicolás Maduro deveria, a princípio, ser uma carteira de identidade simplificada. Mas o contrato de US$ 70 milhões com chinesa ZTE foi além e transformou o cartão num instrumento de monitoração dos cidadãos. Nele constam informações de identificação, histórico médico, participação em programas sociais do governo e até suas atividades, inclusive em quem o cidadão votou na última eleição.

O governo Maduro passou a exigir o cartão para fornecer combustível e subsidiar benefícios.

No Brasil o sistema de premiação nos programas de incentivo à emissão de notas fiscais é opcional. Por meio dele os governos estaduais têm acesso ao perfil de consumo dos cidadãos e também oferecem um sistema de recompensas, com descontos no pagamento do IPVA e sorteio de prêmios. Quem não deseja fornecer informações ao estado simplesmente não se inscreve no programa e não registra as compras realizadas.

Já na Venezuela o Carnet de La Patria é utilizado para intimidar, vigiar e controlar a população, que fica refém do governo. Lembra o sinal da Besta mencionado na Bíblia (Apocalipse 13), sem o qual é impossível comprar e vender nada sem ser automaticamente identificado e localizado.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO