Domingo, 21 de Julho de 2019

Política
Sexta-Feira, 03 de Maio de 2019, 08h:55

SANTA CASA DE CUIABÁ

Estado viu janela de oportunidade no caos financeiro da Santa Casa

Governador agiu rápido e contabiliza o capital político que se traduzirá, possivelmente, na eleição municipal em 2020

Jô Navarro

Reprodução

Santa Casa de Misericórdia em Cuiabá

Um hospital equipado, no coração de Cuiabá, com quadro de funcionários, pronto para funcionar. Sem dívidas, sem gastos com aquisição de equipamentos, pronto para atender a população. O governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo conseguiram ver esta janela de oportunidade e não vacilaram.

Encontraram uma forma jurídica de assumir a direção do hospital sem herdar a dívida e o fizeram, por meio de requisição administrativa. Os leitos de UTI tão necessários, inclusive as UTIs nenonatal, serão em breve reativados. Os funcionários penalizados, há mais de oito meses sem salários, podem respirar. Ainda vai demorar alguns dias, mas sabem que receberão.

A prefeitura de Cuiabá, que foi autorizada pela Câmara Municipal a intervir no hospital, hesitou. Agora assiste atônita a vitória de Mauro Mendes [adversário do prefeito Emanuel Pinheiro] que agiu rápido e contabiliza o capital político que se traduzirá, possivelmente, na eleição municipal em 2020. Mendes sai fortalecido para eleger o sucessor de Emanuel.

Pinheiro, por sua vez, não conseguiu sair do discurso da gestão humanizada para a prática. O Hospital Municipal não consegue, ainda, desafogar a demanda, a Saúde é alvo de diversas denúncias que TCE e MP acompanham com lupa. Além disso, os desdobramentos da operação Sangria, agora na esfera da Justiça Federal, podem fragilizar ainda mais a já enfraquecida gestão municipal.

Auditoria
As contas da Santa Casa de Misericórdia, alvo de CPI na Câmara Municipal, devem ser auditadas.

O hospital filantrópico vem recebendo, há anos, recursos do Estado e do município, mas acabou falido, fechou as portas e acumulou dívidas trabalhistas.

O que aconteceu na Santa Casa? Esta é a pergunta que os cuiabanos anseiam ver respondida.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO