Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2020

Política
Domingo, 15 de Dezembro de 2019, 09h:11

CALOTE E DESVIO

Emanuel Pinheiro se cala sobre denúncia de vereadores de desvio de dinheiro da Saúde

Jô Navarro

Reprodução

Abilio Brunini e Ricardo Saad, veredores por Cuiabá

A denúncia de desvio de dinheiro da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, sob Luiz Antonio Pôssas, não parece preocupar o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

A princípio, apenas os vereadores da oposição denunciavam irregularidades na SMS, agora até mesmo o vereador Ricardo Saad (PSDB), da base de apoio ao prefeito, cobrou a demissão de Pôssas e denunciou o desvio de recursos destinados aos hospitais filantrópicos, cujos pagamentos atrasam até 90 dias.

A Prefeitura de Cuiabá possui a gestão plena. Os recursos federais e estaduais são administrados por ela e repassados para os hospitais conveniados, como os filantrópicos. Mesmo que o Estado libere recursos emergenciais, o pagamento depende da autorização da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo o vereador Abilio Junior (PSC) recursos repassados pelo Governo Federal para pagamento dos equipamentos adquiridos pelo Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) - R$ 70 milhões para investimentos e R$ 30 milhões para custeio - mas não pagou os fornecedores e a Prefeitura alega não ter dinheiro para pagar. 'A maioria dos equipamentos do novo HMC não foram pagos, correndo o risco dos fornecedores entrarem na Justiça e pedirem os equipamentos de volta", alertou o vereador Abilio Junior.

Na última quinta-feira (12) o empresário Ricardo Correa, da RC Móveis, que vendeu todas a macas e camas adquiridas pelo HMC, denunciou o calote da Prefeitura na Câmara Municipal. Na Tribuna Livre, o empresário relatou que há meses tenta falar com os responsáveis pelo pagamento, mas eles não respondem e-mail e nem atendem seus telefonemas. "Se continuar assim, não resta alternativa senão a via judicial", alertou.

No mínimo, o prefeito deveria ordenar a apuração da denúncia, mas continua inerte. Emanuel teve postura idêntica quando surgiram as primeiras denúncias contra o ex-secretário de Saúde Huark Douglas. Estourou a operação Sangria e Huark foi preso.

Veja abaixo a denúncia do calote feita na Câmara

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO