Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018

Política
Sexta-Feira, 28 de Setembro de 2018, 17h:25

ENTREVISTA PARA DATENA

Bolsonaro critica veto a voto impresso: "PT só vence na fraude"

Da Redação

Reprodução

Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República, em entrevista a José Luiz Datena nesta sexta-feira (28), defendeu-se dos ataques que vem sofrendo nas redes sociais. "Inventam coisas", disse.

Perguntado sobre a possibilidade de violência num eventual segundo turno, respondeu: “Da minha parte, não há violência nenhuma”. Ressaltou em seguida que "o problema é que não temos como auditar o resultado”.

Para o candidato, a polarização "é entre o Jair Bolsonaro democrata e um PT que representa a deterioração."Disse que o PT “vive elogiando Maduro, vive elogiando o regime de Fidel Castro” e fala em "controle social da mídia".

Negou qualquer possibilidade de "acabar" com o 13º salário. Sobre a CPMF, Bolsonaro lembrou que votou contra e não aceita discutir sua recriação.

Afirmou que sua eleição não representa nenhum risco à democracia, ao contrário do que argumenta o PT. Bolsonaro citou a frase de José Dirceu nesta sexta-feira, em entrevista ao El País, afirmando que “Dentro do país, é uma questão de tempo para a gente tomar o poder. Aí nós vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar uma eleição“.

Citou ainda o acordo com Paulinho da Força para restabelecer o imposto sindical.

Datena perguntou se há alguma chance do PT virar o jogo e vencer a eleição; "Só na fraude, só na fraude", afirmou Bolsonaro.

Sobre a campanha #EleNão nas redes sociais: “Tem a hashtag #elenão. Tudo bem, democracia. Mas vão votar em quem?”

Artistas

"As artistas [que usam a hashtag] estão achando que vão manipular as mulheres conservadoras, mães de família. Elas não vão ser tuteladas".

Segurança

"Somos avalistas da Constituição", disse Bolsonaro quado perguntado sobre o papel das Forças Armadas em seu governo. 

"Os policiais precisam de retaguarda jurídica... do excludente de ilicitude". Significa que o policial que atira e mata um criminoso, ele responde mas não tem punição.

 Para fechar a entrevista, o candidato deu um recado: "Não haverá segundo turno"

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO