Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018

Política
Segunda-Feira, 27 de Agosto de 2018, 10h:17

ELEIÇÕES 2018

Ao lado de Selma Arruda, Pedro Taques pede voto e convida jovens para comer 'baguncinha'

Governador pede voto, anuncia Selma Arruda e convida jovens para "comer baguncinha depois"

Jô Navarro

Reprodução

Em reunião de campanha Pedro Taques oferece lanche para jovens

O governador de Mato Grosso, José Pedro Taques (PSDB), em evento de campanha ao lado da 'juíza' Selma, em Cuiabá, comete crime eleitoral. Ao final de seu discurso o tucano diz “hoje é dia do baguncinha, vamos sair daqui e vamos comer um baguncinha, depois”.

O vídeo foi divulgado por meio de Whatsapp e mostra uma reunião política com jovens, mas não identifica onde, quando aconteceu e quem a organizou.

Segundo o art. 299 do Código Eleitoral é considerado crime eleitoral "dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita".

A pena prevista para esse crime é de reclusão até 4 quatro anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa.

A lei nº 12.034/09 afirma que não é preciso haver um pedido explícito pelo voto para ser considerada conduta ilícita, basta ser comprovado o dolo do ato.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO