Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019

Nacional
Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 07h:32

CÂMARA FEDERAL

O preço da reforma: R$ 10 milhões por deputado

Bernardo Mello Franco - O Globo

Reprodução

Reforma da Previdência

Em 21 de fevereiro, a coluna informou que os partidos do centrão fixaram um preço para votar a favor da reforma da Previdência.

As siglas pediram uma cota extra de até R$ 10 milhões por parlamentar. O valor seria liberado na forma de emendas ao Orçamento.

Originalmente, os deputados já teriam direito a R$ 15 milhões em emendas individuais. Com o acordo, o valor subiria para R$ 25 milhões.

Nesta quarta, a “Folha de S.Paulo” informa que o governo concordou em liberar a quantia cobrada pelo centrão.

De acordo com a reportagem, a cota extra de R$ 10 milhões por cabeça será mantida até o fim do mandato de Jair Bolsonaro, somando R$ 40 milhões em quatro anos.

A “Folha” afirma que o acerto foi selado pelo chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O martelo foi batido na semana passada, na residência oficial do presidente da Câmara.

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO