Domingo, 18 de Novembro de 2018

MPF
Quinta-Feira, 13 de Setembro de 2018, 13h:57

BETO RICHA PRESO

MP investiga promotores das ações de Alckmin, Haddad e Richa

Redação

Reprodução

Conselho Nacional de Justiça

O Conselho Nacional do Ministério Público começou a investigar as ações que se revelaram contra candidatos em campanha. A suspeita é de “interferência indevida” por parte de promotores que apresentaram denúncia contra três políticos em plena campanha eleitoral: Fernando Haddad, Geraldo Alckmin e Beto Richa, que foram denunciados nos últimos dias.

Na decisão do corregedor-geral do CNMP, Orlando Rochadel, ele pede que seja investigado o tempo entre a prática delituosa e as ações para saber se houve administração do tempo para promover impacto nas eleições. Ele cita que os casos são investigados há pelo menos quatro anos.
Os integrantes do MP terão que justificar o tempo das denúncias. Depois disso, Rochadel decidirá se arquivará os processos ou encaminhará para o plenário do CNMP, que poderá resultar de suspensão até a aposentadoria compulsória. A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba chamou a decisão de “tentativa de mordaça”.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO