Quarta-Feira, 17 de Outubro de 2018

Mato Grosso

Domingo, 07 de Outubro de 2018, 20h:42

RENOVAÇÃO PARCIAL

Mato Grosso reelege deputados investigados e até um condenado

Cícero Henrique

SECOM/ALMT

Janaína Riva (MDB) foi a campeã de votos, superando os 51 mil com 99,9% das urnas apuradas. Ela continua sendo a única mulher dentre os deputados estaduais em Mato Grosso.

Apesar de eleger 14 novos parlamentares, os eleitores mato-grossenses reconduziram ao mandato políticos que são réus e até um condenado. Eduardo Botelho, Gilmar Fabris, Nininho, Guilherme Maluf, Gilmar Fabris (condenado) Max Russi, Silvano Amaral, Wilson Santos são investigados. 

Mauro Savi (MDB), que ficou preso durante quatro meses antes de conseguir registrar sua candidatura, não conseguiu a releição e perde o foro privilegiado. Segundo o Gaeco, Savi era o líder da Orcrim que desviou R$ 30 milhões do Detran-MT, esquema desarticulado nas operações Bereré e Bônus. Botelho também é investigado na operação Bônus.

Reprodução

Deputado estadual Gilmar Fabris

Deputado estadual Gilmar Fabris

Gilmar Fabris foi condenado a mais de 6 anos de prisão por peculato em continuidade delitiva. Ele teve o registro negado pelo TRE-MT . A defesa de Fabris ingressou com recurso ordinário no TSE com pedido de efeito suspensivo e no julgamento de mérito a reforma da decisão da Justiça Eleitoral de Mato Grosso para que seja concedido definitivamente o registro de candidatura.que recorrer ao TSE para disputar a eleição 

 

 

 

Veja quem são os eleitos para a Assembleia Legislativa em Mato Grosso:

Janaina Riva (MDB) : 51.546- reeleita

Nininho (PSD): 36.501 - reeleito

Max Russi (PSB): 35.042 - reeleito

Eduardo Botelho (DEM): 33.788 - reeleito

Delegado Claudinei (PSL): 29.988

Guilherme Maluf (PSDB): 29.959 - reeleito

Dilmar Dal’Bosco (DEM): 28.827 - reeleito

Sebastião Rezende (PSC): 25.683 - reeleito

Xuxu Dal Molim (PSC): 23.764

Sub Judice: Gilmar Fabris (PSD) 22.913 votos e estaria reeleito não fosse a cassação do registro de sua candidatura pelo TRE-MT. Seus votos estão sub judice. Com isso, quem fica com a vaga é o pedetista Alan Kardec, com 18.629 votos e faz parte da mesma coligação de Fabris.

Ludio Cabral (PT): 22.701

Valdir Barranco (PT): 21.970 - reeleito

Elizeu Nascimento (DC): 21.347

Valmir Moreto (PRB): 21.261

Faissal (PV): 20.509

Dr. João 19.836

Thiago Silva (MDB): 19.339

Ulysses Moraes (DC): 18.721

Wilson Santos (PSDB) 14.855 - reeleito

Dr Eugênio 13.458

Silvio Favero 12.059

Doutor Gimenez (PV): 12.058

Paulo Araújo (PP): 11.645

Doutor Eugênio (PSB): 13.440

João Batista do Sindspen (Pros): 11.033

 

 

 

2 COMENTÁRIOS:

Fica minha dúvida se esses candidatos reeleitos que responde na justiça e um condenado, tiveram seus votos de forma certos
enviado por: Suzi em 09/10/2018 às 13:28:02
0
 
0
responder
Parabéns meu querido mato grosso. Exemplo para a nação!
enviado por: Chico Cunha em 09/10/2018 às 03:51:02
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO