Quinta-Feira, 02 de Julho de 2020

Mato Grosso

Quarta-Feira, 18 de Março de 2020, 18h:04

ENFRENTANDO A PANDEMIA

Governador autoriza suspensão de transporte coletivo intermunicipal

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, anuncia medidas para enfrentamento do coronavírus

Redação

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, nesta quarta-feira (18), outras duas suspeitas de coronavírus em Mato Grosso. Atualmente, há 25 casos suspeitos monitorados no Estado, não existindo casos oficialmente confirmados da doença.

As ocorrências que levantam a suspeita do COVID-19 estão em Lucas do Rio Verde (1), Aripuanã (2), Araputanga (4), Cuiabá (6), Nova Xavantina (2), Rondonópolis (4), São José do Rio Claro (1), Sinop (1), Ipiranga do Norte (1), Campo Verde (1), Campo Novo do Parecis (1) e Cáceres (1).

Os pacientes apresentam sintomas relativos à doença respiratória e possuem histórico de viagem para locais onde há a circulação do novo vírus ou estabeleceram contato com casos suspeitos ou confirmados.

Até o momento, as equipes de vigilância monitoraram um total de 49 ocorrências em Mato Grosso. De acordo com a Nota Informativa da Secretaria de Estado, sete casos foram descartados e 17 foram excluídos por não preencheram critérios de definição de caso para COVID-19.

Conforme a área técnica, o sistema de informação oficial segue instável, o que justifica a possibilidade de os dados estarem discordantes daqueles apresentados pela plataforma do Ministério da Saúde.

Confirmações extraoficiais

A Nota Informativa nº 14 também esclarece que os dois casos suspeitos que apresentaram diagnóstico em laboratório privado, nos municípios de Cuiabá e Rondonópolis, aguardam a realização de exames de contraprova no Laboratório Central (Lacen) – para validação do resultado divulgado – ou a apresentação da documentação comprobatória dos laboratórios de referência nacional, que pode validar as análises. Até o momento, a SES e o Ministério da Saúde não confirmam casos da doença em Mato Grosso.

O documento ainda apresenta a atualização da definição de caso para o estado, conforme direcionamento do Ministério da Saúde; o protocolo deverá impactar no aumento de casos suspeitos em todo o país.

Nesta quarta-feira (18), o Ministério da Saúde confirmou 291 casos de COVID-19 no Brasil, sendo (1) Amazonas, (22) Distrito Federal, (164) São Paulo, (33) Rio de Janeiro, (1) Espírito Santo, (7) Minas Gerais, (3) Bahia, (4) Sergipe (1) Alagoas, (6) Paraná, (16) Pernambuco, (7) Santa Catarina, (1) Rio Grande do Norte, (6) Goiás (4) Mato Grosso do Sul, (5) Ceará e (10) Rio Grande do Sul. Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro já estão com transmissão comunitária.

Christiano Antonucci/Secom-MT

Coletiva virtual

 

Coletiva

O governador Mauro Mendes, juntamente com o Gabinete de Situação, anunciou no final da tarde desta quarta-feira (18) mais uma série de medidas preventivas para conter o avanço do Coronavírus em Mato Grosso. As primeiras medidas, mais abrangentes, haviam sido publicadas na segunda-feira (16).

O anúncio foi feito durante coletiva virtual na tarde desta quarta-feira (18). Até o momento, não há nenhum registro oficial de Coronavírus no Estado, mas há 23 casos sob suspeita.

Confira as principais medidas:

Saúde

- Credenciamento para contratação emergencial de profissionais da saúde;

- Em hospitais públicos e privados, fica restrito a um acompanhante por paciente internado, por tempo indeterminado;

- Suspensão de agendamentos de cirurgias eletivas em hospitais estaduais;

- Definido o médico infectologista e intensivista Dr. Abdon Salam Khaled Karhawl, para atuar como colaborador do Gabinete de Situação

Transporte

- Ficam autorizadas às concessionárias e permissionárias a suspender o transporte coletivo intermunicipal no âmbito do Estado de Mato Grosso;

- As concessionárias e permissionárias de serviço público de transporte coletivo municipal e estadual deverão adotar todas as medidas de assepsia no interior dos veículos, de acordo com as normas sanitárias vigentes, cabendo aos órgãos regulatórios estaduais e municipais executar a fiscalização;

Serviço público

- Servidores públicos em grupos de risco poderão ter regime especial de trabalho, definido em portaria a ser editada pela Secretaria de Planejamento e Gestão, desde que previamente autorizado pelo Gabinete de Situação;

- Reuniões na administração pública estadual serão suspensas e substituídas por videoconferência;

- Servidores com casos suspeitos ou confirmados deverão permanecer afastados do trabalho;

- Ficam permitidos os sistemas de escala, revezamento e teletrabalho na administração pública, mediante prévia autorização do Gabinete de Situação.

- Fica autorizada a redução ou suspensão do atendimento ao público nos órgãos estaduais, desde que previamente autorizado pelo Gabinete de Situação.

Eventos e aglomerações

- Fica recomendada ao setor privado a suspensão de eventos que concentrem mais de 50 pessoas em ambientes fechados e mais de 100 em ambientes abertos, a exemplo de atividades em feiras, academias, cinemas, clubes, missas, bares, restaurantes e boates.

Sistema penitenciário

- Visitas em todas as cadeias, unidades e socioeducativos ao Estado de Mato Grosso ficam suspensas por 15 dias, podendo s er prorrogadas.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO