Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019

Mato Grosso

Quinta-Feira, 10 de Março de 2016, 09h:00

TENSÃO NO INCRA

Entidades ameaçam ‘parar o Estado’ se Valdir Barranco for nomeado superintendente do Incra

Cícero Henrique

Movimentos sociais, funcionários do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/SR13) e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos no Estado de Mato Grosso (Sindsep-MT) realizaram manifestação contra a nomeação de Valdir Barranco como superintendente do Incra-MT.

Eles se maifestaram favoráveis à manutenção do atual superintendente Giuseppe Serra Seca Vieira no cargo. Segundo os manifestantes, a notícia de que o Ministro Chefe da Secretaria de Governo Ricardo Berzoini está determinado a fazer a substituição do superintendente do Incra/MT por Valdir Mendes Barranco, é desanimadora.

O MST chegou a enviar ofício relatando o problema da SR/13 ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias de Souza.

As entidades rechaçam a nomeação de Barranco, "que já ocupou este mesmo cargo e não deixou nenhuma marca positiva, pelo contrário, participou de articulações duvidosas o que lhe rendeu processo no Ministério Público Federal (MPF) e é considerado um "ficha suja" pela Justiça Eleitoral, tanto que teve a sua candidatura cassada , não podendo assumir a vaga de deputado estadual".

Protestos

Outras entidades como o MLT, MTS, MTA, afirmaram que vão protestar caso Barranco assuma a Superintendência do Incra, bloqueando rodovias e ocupando o órgão, parando literalmente o Estado por tempo indeterminado. "Não aceitamos o Valdir Barranco, nem Salvador Soltéro e nem o José Benildo. Essas pessoas são inúteis na reforma agrária, só acolhem latifundiários. Para os movimentos sociais não servem”, disse o coordenador do MLT, Jaciel Bueno.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO