Caldeirão Político

Quinta-Feira, 05 de Abril de 2018, 10h:52

Pelos tortuosos caminhos da legislação brasileira, Lula pode se safar

Com 7 ministros indicados por Lula e Dilma, o ex-presidente tem chance de conseguir no Supremo uma decisão favorável a sua candidatura.

Jô Navarro

O deputado José Américo Dias (PT) disse para o Estadão que acredita que Lula vai ficar pouco tempo na prisão. Publicamente o PT mantém o discurso de manutenção da candidatura de Lula à Presidência, mesmo que seja preso.

Para um círculo íntimo que acompanhou ao lado dele o julgamento do STF na noite de ontem (4), Lula comentou que "não iam dar o golpe para me deixarem ser candidato". A interpretação de dirigentes petistas é que o ex-presidente admitiu que está fora da disputa eleitoral.

Porém, os tortuosos caminhos da legislação brasileira ainda permitem que o ex-presidente, mesmo condenado e preso, dispute as eleições.

Caso seu registro de candidatura seja negado com base na Lei da Ficha Limpa, ele poderá recorrer ao STF, que terá a palavra final. Com 7 ministros indicados por Lula e Dilma, há chance de obter vitória no Supremo. Ontem, ao final do julgamento do HC, o ministro Celso de Mello insistiu que, mesmo condenado em segunda instância, "está afastada a inelegibilidade até trânsito em julgado".

Nessa hipótese, a impunidade triunfará e os brasileiros terão a certeza absoluta que vale a pena roubar, receber propinas, desviar recursos públicos e cuspir na cara dos brasileiros.

 

 

 


Fonte: Caldeirão News

Visite o website: caldeiraonews.com.br