Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017

Turismo
Sábado, 28 de Outubro de 2017, 10h:20

CUIABÁ

Arte sacra é atração turística em Cuiabá

Alessandra Barbosa

Divulgação

Que tal dar um passeio pelas igrejas da Capital? Cada uma delas marca uma passagem importante da ocupação cuiabana. O turismo religioso no Brasil vai além das atividades decorrentes da busca espiritual, da prática da fé ou das tradicionais festas de santo. Engloba também a visitação a espaços e edificações religiosas. Muitos destes locais representam um importante legado artístico e arquitetônico que são compartilhados pelos turistas.

Em Cuiabá, temos ótimas indicações a serem exploradas, como a Catedral, Igreja Matriz Senhor Bom Jesus de Cuiabá; Igreja do Rosário e São Benedito, Igreja Nossa Senhora do Bom Despacho, Igreja Boa Morte, Igreja Senhor dos Passos, Igreja Presbiteriana Central, Igreja São Gonçalo, Igreja Nossa Senhora Auxiliadora e o Grande Templo.  

A Catedral – Igreja Matriz Senhor Bom Jesus de Cuiabá passou por muitas transformações históricas até chegar os dias de hoje. Fundada em 1723, foi reconstruída em 1739 e em 1745 quando ganhou uma torre. Tornou-se Catedral em 1826 e em 1868 ganhou uma nova reforma e uma nova torre em 1929.  Em 1968 é implodida e em 1973 foi reconstruída e permanece até os dias atuais, no centro da Capital.As peculiaridades estão na sua pintura, na colagem das pastilhas do altar de 20 metros de altura, desenvolvidas em três anos pelo artista polonês sem mãos Arystarch Kaszkurewicz, que veio para o Brasil, fugindo da 2º Guerra Mundial, outra atração é cripta, que fica no subsolo da igreja, também há cemitério para as autoridades da igreja católica de Mato Grosso. O local tem acesso livre. Os interessados em visitar a cripta deve informar à Secretaria da igreja e nos dias de missa está aberto para visitação. Estão enterrados Dom Carlos Luiz DAmaur, Dom José Antônio dos Reis, Dom Luiz de Castro Pereira, Pascoal Moreira Cabral, Miguel Sutil de Oliveira, Dom Francisco de Aquino Corrêa, Dom Orlando Chaves e frei José Maria de Macerata.

Igreja Rosário e São Benedito - Construída em 1722 em estilo barroco, o altar-mor é em talha dourada. É a mais antiga igreja de Cuiabá, que guarda suas características originais. Foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1975, em 1987 pela Fundação Cultural de Mato Grosso. Esta localizada na região central. Edificada inicialmente com a técnica da taipa de pilão, passou por várias reformas, incluindo uma que transformou sua fachada em neogótica, entre as décadas de 1920 e 1980, quando foi reformada e a arquitetura colonial resgatada. Localizada na Praça do Rosário, Nº 01 - Bairro Lixeira.

Igreja Nossa Senhora do Bom Despacho, localizada no Morro do Seminário, centro de Cuiabá, teve sua construção iniciada em 1918, pelas mãos de frei Ambrósio Daylé, que deu ao projeto o estilo arquitetônico da Notre Dame de Paris. Ao lado da Igreja, está o Museu de Arte Sacra, antigo Seminário da Conceição. Expõe peças da antiga Catedral de Cuiabá e alguns pertences de Dom Aquino Corrêa, célebre religioso que pertenceu à Academia Brasileira de Letras. 

Igreja Boa Morte - Construída em estilo barroco no ano de 1810, durante o período colonial, foi tombada pelo patrimônio em 1987. Continha três altares e pertencia à Irmandade dos Homens de Cor. No altar-mor se encontrava a imagem da padroeira. O festejo realizado em sua homenagem ocorre no dia 14 de agosto. Em 1905 foi instalada a Paróquia Nossa Senhora da Boa Morte. Localizada na Rua Cândido Mariano - Praça Antônio Correa, s/n - Centro.

Igreja Senhor dos Passos – Erguida uma capela, por volta de 1792 foi transformada na Igreja do Senhor dos Passos. Pequena, singela, discreta e encantadora, a Igreja cheira a história e é um dos mais belos prédios do movimentado Centro Histórico de Cuiabá. A arquitetura é típica das igrejas do período colonial. Um personagem que ilustra a história da Igreja é “Totó-Onça”, antigo sineiro. Ele ficou famoso por fazer da torre seu pequeno mundo e nunca conseguir badalar os sinos nas horas certas. Localizada na Rua Voluntários da Pátria com a Rua 7 de Setembro - Centro Norte.

Igreja São Gonçalo – Em 15 de novembro de 1781, com muita pompa, foi realizada a missa inaugural da capela de São Gonçalo, que em 1843 seria transformada em paróquia. A devoção a São Gonçalo em Cuiabá é bastante antiga, desde os tempos de sua fundação. O Santo, português e tocador de viola, convertiam mulheres dançando com elas, alegremente, mas tendo nos sapatos pregos que lhe feriam os pés. Em 1916, a igreja foi demolida para dar lugar à atual construção. Ela possui no alto de sua torre uma imagem de mais de dois metros do Cristo Redentor sobre um globo. Na fachada do templo há imagens de quatro apóstolos: São Lucas, São João, São Mateus e São Marcos. Também na fachada há um relógio que pertenceu anteriormente à Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá. Localizada na Rua XV de Novembro, 664 - Centro Sul.  

Igreja Nossa Senhora Auxiliadora - Construída na década de 1914 por Salesianos e dedicada à Nossa Senhora Auxiliadora. Em estilo neogótico, está localizada na Avenida Tenente-Coronel Duarte e é a única igreja da cidade que possui abóbadas de aresta. A edificação se deu sob a direção do Ppdre Francisco de Aquino Correa, que logo fora ordenado bispo da Prelazia do Senhor Bom Jesus.

Igreja Presbiteriana Central - A antiga construção de tijolinhos à vista, sufocada no meio do movimentado comércio da rua 13 de Junho, é o templo da Igreja Presbiteriana de Cuiabá, a primeira evangélica de Mato Grosso. A construção data de 1921 e é um toque de beleza histórica em meio a tantas lojas, carros e movimentação da região. No local, antes abrigou o primeiro cinema da cidade, o Cine Mundial dos Irmãos Dorsa, que pouco durou devido a um incêndio. Localizada na Rua 13 de Junho, 148 - Centro. 

Grande Templo - Ele não é apenas grande, mas um dos maiores templos cobertos de toda a América Latina, com capacidade para 25 mil pessoas sentadas. Este templo, da Assembleia de Deus, demorou 11 anos para ser construído, sendo inaugurado em 07 de julho de 1996. A magnitude e formato arredondado despertam a atenção e curiosidade de quem por ele passa. A área da igreja, situada no centro político e administrativo, tem cerca de 30 mil metros quadrados. O Grande Templo possui cinco pisos, pelos quais estão espalhados 130 banheiros, 200 salões diversos, refeitórios, cozinha, salas administrativas, alojamentos masculinos e femininos, escritórios, livraria evangélica, bibliotecas, auditórios, lanchonete, ambulatório, gabinetes pastorais, centrais telefônicas, residências pastorais, creche, berçário e outras salas relativas à administração e funcionamento do Templo.Endereço: Rua Historiador Rubens de Mendonça, 3.500.

Mais informaçõesA Prefeitura de Cuiabá dispõe do Centro de Atendimento ao Turista (CAT), que funciona no Shopping Goiabeiras. Há tambem atendimento em horário comercial na praça Rachid Jaud.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO