Terça-Feira, 17 de Outubro de 2017

Geral
Segunda-Feira, 04 de Setembro de 2017, 15h:54

SAÚDE

Dores nas penas e nas costas, o que pode ser?

Marcel Yamada*

Da Assessoria

Sintomas como dor, fraqueza e dormência nas pernas com piora ao caminhar são alguns sinais que podem estar relacionados à ‘estenose de canal lombar’. A patologia se deve ao estreitamento do canal vertebral na região lombar por onde passa as raízes da medula. O agravamento desse estreitamento acontece quando se anda ou fica de pé, piorando os sintomas. Há uma melhora ao sentar-se, pois ocorre um aumento do canal aliviando a compressão das raízes.

Esta é uma condição associada ao envelhecimento da coluna acometendo principalmente a população idosa. Em sintomas leves é indicado tratamento conservador com fisioterapia, pilates ou osteopatia. Em casos que não há melhora ou sintomas incapacitantes, o tratamento cirúrgico é uma opção.

Hoje há possibilidade de realizar cirurgias pouco agressivas ao paciente com técnicas menos invasivas. A ‘Cirurgia Minimamente Invasiva’ é um conceito de cirurgia na qual, por meio de pequenas incisões cirúrgicas, são descomprimidas as raízes. A cirurgia é realizada com auxilio de microscópio, o que permite visualizar as estruturas com grande aumento.

Os cortes têm dimensões de 2,5cm a 3,0 cm, o que causa mínimo trauma na musculatura da coluna. Assim, o paciente já pode voltar a andar no mesmo dia após a operação e pode receber alta no dia seguinte, com rápido retorno às suas atividades. Na grande maioria dos casos em que não há instabilidade da coluna, não é necessário a colocação de próteses pois se preserva a estrutura da coluna.

Outra causa comum desses sintomas é devido a obstrução crônica de artérias dos membros inferiores, podendo ocasionar sintomas semelhantes. Caso apresente esses sintomas procure um especialista. A realização de atividades físicas rotineiras, não fumar e manter peso ideal são algumas medidas indicadas para manter sua coluna saudável.

*Dr. Marcel Yamada é médico especializado em neurocirurgia pela Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto. É diretor da clínica Yamada e atua em Cuiabá sob o CRM 8470.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO