Segunda-Feira, 20 de Agosto de 2018

Agronegócio
Segunda-Feira, 23 de Julho de 2018, 14h:43

FRETES

Maggi diz que tabela de fretes vai causar prejuízos nas próximas safras

Redação

Divulgação/Mapa

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou na manhã desta segunda (23), do Global Agribusiness Fórum 2018 (GAF), em São Paulo. O ministro afirmou que a tabela de fretes aprovada há duas semanas no Congresso é um "impasse" e poderá causar prejuízos nas próximas safras.

A Política Nacional de Preços Mínimos do Transporte Rodoviáriode cargas foi criada pelo governo federal após a greve dos caminhoneiros em maio passado.

Segundo Blairo Maggi, os produtores estão atrasando o plantio e “Como ela [a tabela] está destoante do que o mercado operava, nem as empresas exportadoras, nem aqueles que não querem assumir novos riscos, ninguém está fazendo mercado futuro”, ressaltou.

Maggi alertou que os atrasos podem causar queda na produtividade de lavouras como a soja. “Lá em Mato Grosso nós plantamos soja no meio de setembro até metade de outubro. Quando chega novembro, se você ainda está plantando, cada dia que passa significa um saco a menos, em média. As janelas que nós temos são muito pequenos, e o prejuízo pode ser bastante grande”, exemplificou sobre o setor e a região onde atua como empresário.

O ministro acrescentou que, além disso, tem havido disputas entre fornecedores e produtores para cumprimento de contratos feitos antes do tabelamento. Alguns fabricantes de insumos, que vendiam com o frete incluso no preço, têm tentado rever as entregas já acordadas, enquanto os produtores exigem o cumprimento dos acordos, disse Maggi. “Também há discussões jurídicas acontecendo. No final, é só confusão.”

Em entrevista coletiva, o ministro alertou, ainda, que a guerra comercial entre China e Estados Unidos é negativa para o agronegócio brasileiro, porque altera de maneira significativa os fluxos comerciais e impacta nos preços das commodities agrícolas, gerando volatilidade nas cotações. “Além, claro, de que qualquer medida protecionista é ruim para o livre mercado”, salientou.

Maggi disse ainda que o governo está trabalhando para levantar os embargos às carnes brasileiras na Rússia [bovina e suína], China e União Europeia [frango]. “A expectativa é que tenhamos novidades na reunião dos Brics.”

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO