Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017

Acontece
Domingo, 22 de Outubro de 2017, 10h:38

VENTOS DE ATÉ 77KM/H

Temporal causou estragos em Cuiabá e Várzea Grande

Da Redação

Reprodução/Arquivo pessoal

iversas vias e espaços públicos foram prejudicados com a forte chuva que caiu em Cuiabá e Várzea Grande no sábado (21.10). Houve quedas de árvores, postes, muros e destelhamentos. De acordo com secretário José Roberto Stopa, da prefeitura de Cuiabá, o trabalho de desobstrução é realizado em parceria com o Corpo de Bombeiros.

“Até o momento já conseguimos liberar espaços como Parque das Águas e Horto Florestal, além de ruas e avenidas. O Corpo de Bombeiros segue fazendo a retirada de árvores e estruturas particulares, e até segunda-feira terminamos a limpeza”, disse o secretário.

Reprodução/Arquivo pessoal

Chuva em Cuiabá

 

TEMPORAL
No meio da tarde de sábado a região metropolitana de Cuiabá foi atingida por forte temporalm acompanhado por rajadas de vento. Parte do muro do Centro Socioeducativo de Cuiabá, no Bairro Planalto, caiu. No bairro CPA o telhado da Paróquia Coração Imaculado de Maria foi arrancado. Uma feira de carros que acontecia no estacionamento so Pantanal Shopping também foi atingida e vários veículos foram danificados. 

Em Várzea Grande houve queda de árvores na Avenida Ponce de Arruda, em frente ao Aeroporto Internacional Marechal Rondon. Segundo o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), foram registradas 129 ocorrências na Grande Cuiabá.

Segundo dados da estação automática do Inmet, as rajadas de vento chegaram a 77,76 km/h (21,6 m/s), por volta das 15 horas. Antes disso, a velocidade das rajadas já chegava a 68 km/h. Estas velocidades intensas duraram cerca de duas horas.

Reprodução/Arquivo pessoal

Igreja destruida

 

Falta de energia
Segundo a Energisa, concessíonário de energia elétrica, cerca de 115 mil unidades ficaram sem luz em Cuiabá e Várzea Grande. A companhia divulgou uma nota. Veja a íntegra abaixo:

Os temporais com ventos fortes que ocorreram hoje (21) à tarde em Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Poxoréu e Pedra Preta causaram muitos danos à rede de distribuição de energia, como árvores inteiras caídas sobre a rede, estruturas danificadas, cabos partidos por objetos lançados, entre outros. Nas três cidades, cerca de 115 mil clientes ficaram sem fornecimento de energia por este motivo.

Em Cuiabá e Várzea Grande, aproximadamente 100 mil clientes tiveram o fornecimento interrompido. Já em Rondonópolis foram três mil clientes, em Poxoréu, 5,8 mil, e em Pedra Preta, cerca de 6,5 mil clientes. Os serviços estão sendo normalizados gradativamente, e esse número pode ser alterado a qualquer momento.

Desde o início do temporal as equipes da Energisa trabalham continuamente (sem interrupção) em regime de Contingência, quando a capacidade de atendimento em campo é dobrada com mais equipes trabalhando. Em conjunto, as equipes do Centro de Operação Integrado, localizado em Cuiabá, estão trabalhando para fazer a recomposição à distância do maior número possível de unidades consumidoras.

Por causa da quantidade de ocorrências, o Call Center da Energisa pode ficar congestionado. Em casos como esse, o cliente pode entrar em contato com a empresa pelo atendimento das redes sociais ou registrar a falta de energia no aplicativo Energisa On.

As equipes de Rondonópolis já estavam em contingência por causa da tempestade de ontem à tarde, que causou estragos à rede, como por exemplo, a queda de seis postes de energia elétrica. Mais de 99% das unidades consumidoras afetadas tiveram o fornecimento de energia normalizado em menos de seis horas.

A Energisa lamenta os transtornos e continuará trabalhando até que a situação seja resolvida.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO