Domingo, 31 de Maio de 2020

Acontece
Quarta-Feira, 29 de Janeiro de 2020, 07h:27

OBRA 'DA COPA'

Cuiabá Arsenal estreia campo do COT UFMT

Com um investimento de R$ 17,1 milhões, o complexo possui capacidade para 1.500 pessoas e uma área de 5,4 mil m²

Carlos Celestino e Protásio de Morais

Mayke Toscano/Secom MT

Os jogadores do time de futebol americano do Cuiabá Arsenal, campeões brasileiros e atuais campeões estaduais, entraram em campo na tarde desta terça-feira (28.01), em uma partida demonstrativa no Centro Olímpico de Treinamentos da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT).

O jogo faz parte da extensa programação de atividades esportivas que foram realizadas no complexo antes da solenidade de inauguração, com a presença do governador Mauro Mendes e de outras autoridades políticas e do Esporte.

“O COT UFMT sempre foi a casa do Cuiabá Arsenal. Foi aqui que começamos, em 2006. É um lugar que significa muito para todos nós. Para relembrar toda a fase inicial do Cuiabá Arsenal, vamos realizar ainda vários jogos aqui no COT, agora com muito mais condições de jogo e conforto para a torcida”, afirmou Marcos Patrola, linebacker do Cuiabá Arsenal.

Durante todo o dia, atletas mato-grossenses reconhecidos nacional e internacionalmente participaram de atividades demonstrativas de diversas modalidades do atletismo. Para o professor Nelson Ramos de Andrade, o Nelsinho, ex-atleta de provas de corridas de rua e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Araputanga, em Mato Grosso, o incentivo precisa ir além da infraestrutura.

“Temos grande expectativa para essa nova fase do atletismo, porém, existem outras questões que implicam no rendimento do atleta. Temos estrutura, equipamento e recursos humanos, mas não temos muito investimento financeiro. O adolescente, a partir de uma certa idade, necessita de sua própria renda financeira. Existem programas, como o Bolsa Atleta, que ajuda, mas não é o suficiente. Com subsídio financeiro, o atleta não precisará buscar o mercado de trabalho de maneira prematura, se dedicando apenas ao esporte. De toda forma, estamos muito entusiasmados com o novo COT UFMT”, disse.

 
Mayke Toscano

Competidora da modalidade de salto triplo, a jovem atleta Nerisnelia dos Santos Souza, 18 anos, que reside no município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, disse que a entrega do COT vai trazer benefícios para o seu preparo nos treinos. Ela explicou que sem essa estrutura, era necessário viajar para o Sudeste do país, onde existem pistas com estruturas de padrão olímpico.

“Agora nós temos uma pista oficial para realizar nossos treinos. Antes dessa entrega a gente precisava ir para a cidade de São Paulo realizar treinamentos específicos e participar de competições, mas com a entrega dessa nova pista temos uma estrutura de padrões internacionais, bem mais perto de casa”, explicou a atleta.

Uma das grandes etapas da preparação de um competidor é observar os erros e corrigi-los. Para isso, as condições de treinamento precisam ser às melhores. Isso só é plenamente possível com uma estrutura própria para competições oficiais, como é o caso da pista de atletismo que agora possui no COT. É o que garante o treinador José Elias de Souza Elias, de Rondonópolis, especialista nas provas de salto em altura, tendo como principal expoente a atleta Arielly, campeã brasileira e sul-americana na modalidade.

“Esse tipo de camping de atletismo é importante, primeiro para estimular, fazer correções dos erros técnicos. Quanto tem um técnico especialista em uma modalidade, ele identifica alguma falha na execução, anota e repassar ao aluno para correção. Este tipo de camping é fundamental para prepararmos os grandes atletas para sua evolução. Nós temos grandes competidores em Mato Grosso na categoria sub 18 que domina o país. Com o COT novinho, nossas chances aumentam”, afirmou o treinador.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO