Sábado, 23 de Junho de 2018

Acontece
Terça-Feira, 20 de Março de 2018, 06h:59

Cine Teatro exibe trajetória de Torquato Neto

A entrada é simbólica e serve de taxa de manutenção do Cine Teatro Cuiabá: R$4,00 (inteira) e R$2,00 (meia). 

Redação

Diulgação

A trajetória de um dos artistas centrais para o movimento cultural da Tropicália é o fio condutor de “Torquato Neto: todas as horas do fim”, atração desta terça-feira, (20.03), às 19h30, no Cine Teatro Cuiabá.

O filme abre a temporada 2018 da ação “Encontros com Cinema”, projeto realizado pelo Cine Teatro Cuiabá em parceria com a Pró-reitoria de Cultura, Extensão & Vivência (Procev), Cineclube Coxiponés e o curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Mato Grosso.

Os participantes são estimulados a conhecer ou revisitar filmes de cineastas prestigiados no circuito autoral e independente, formando plateias para o cinema que está distante das salas de exibição do circuito comercial da cidade de Cuiabá, além de estimular a prática social de frequentar uma sala de cinema e estabelecer vínculos não apenas com os filmes exibidos, mas também com outros participantes da ação.

Entre março e outubro desse ano haverá exibição de filmes com essa ideia. Nas primeiras terças-feiras do mês, a Sessão Ciné France exibirá filmes franceses em parceria com a Cinemateca da Embaixada da França e o Institut Français.

Nas segundas terças-feiras do mês, a Sessão Realizadores de Mato Grosso exibirá uma seleção de curtas de realizadores do estado.

Nas terceiras terças-feiras do mês (como é o caso desse 20 de março), a Sessão Vitrine Petrobrás projeta em Cuiabá os filmes da Vitrine Filmes recém-lançados no circuito brasileiro de cinema.

E, finalmente, nas últimas terças-feiras do mês, o foco do Ciclo Almodóvar recai sobre a obra do cineasta espanhol Pedro Almodóvar.

A curadoria e mediação da ação é de Diego Baraldi e Ana Maria Souza. Para a Sessão Realizadores de Mato Grosso, Caroline Araújo e Keiko Okamura colaboram na organização e mediação das sessões.

Sinopse do filme

Torquato Neto (1944-1972) vivia apaixonadamente as rupturas. Atuando em múltiplas frentes – no cinema, na música, no jornalismo –, o poeta piauiense engajou-se ativamente na revolução que mudou os rumos da cultura brasileira nos anos 60 e 70. Foi um dos pensadores e letristas mais ativos da Tropicália, parceiro de Gilberto Gil, Caetano Veloso e Jards Macalé. Junto à arte marginal, radicalizou sua atuação e crítica cultural, com Waly Salomão, Ivan Cardoso e Hélio Oiticica. Por fim, rompe com sua própria vida. Suicida-se no dia de seu aniversário de 28 anos.

A entrada é simbólica e serve de taxa de manutenção do Cine Teatro Cuiabá: R$4,00 (inteira) e R$2,00 (meia). 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO