Quarta-Feira, 17 de Outubro de 2018

Cidades
Domingo, 23 de Setembro de 2018, 05h:58

SAÚDE

Presidente da Santa Casa diz que trabalho de WF ajuda a salvar vidas

Presidente da filantrópica, Antônio Preza destaca empenho do candidato ao Governo pelo PR, Wellington Fagundes, em viabilizar o atendimento à população carente

Redação

Fernando Rodrigues

Senador Wellington Fagundes (PR)

O  presidente da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, Dr. Antônio Preza,  testemunhou sobre a atuação do candidato a governador pela coligação “A Força da União”, Wellington Fagundes, diante das dificuldades vividas pela saúde pública no Estado. Se a  está atualmente com suas portas abertas e atendendo a população carente, muito se deve ao esforço do senador Wellington Fagundes, pontuou.

A demonstração de envolvimento de Wellington com os hospitais filantrópicos não é de hoje, segundo o presidente. Em 2016, por exemplo, foi liberada uma emenda orçamentária na ordem de R$ 2 milhões, que permitiu a aquisição de equipamentos que modernizaram a Santa Casa. A compra incluiu aparelhos para hemodiálise infantil.

Agora, por articulação de Wellington, está em fase final a liberação de R$ 12,4 milhões, de emenda de bancada, para custeio. Esse recurso, segundo Preza, permitirá que a Santa Casa liquide o passivo de dívidas, que inclui também o pagamento de salários atrasados de funcionários e médicos.

Na ocasião, os funcionários da Santa Casa estavam em greve há 30 dias. “Diante dessa situação, não tive outra alternativa a não ser deixar a campanha e correr a Brasília para trabalhar nessa liberação, que foi muito importante”, lembra o candidato ao Governo.

Antônio Preza ainda destacou que Fagundes integrou em Brasília a chamada ‘força tarefa’ para buscar soluções pela reestruturação das instituições filantrópicas da área da saúde. Entre as medidas, está a aprovação pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço da criação de uma linha de crédito com recursos do FGTS para atender as demandas das santas casas e hospitais filantrópicos.

PRONTO-SOCORRO – Na semana passada, Wellington suspendeu a agenda de campanha para trabalhar a destinação de R$ 100 milhões para a Prefeitura de Cuiabá concluir o novo Pronto-Socorro da Capital. Desse valor, 70% serão utilizados para equipar a unidade e R$ 30 milhões serão empregados na finalização da obra física.

Essa liberação para obras e equipamentos do novo Pronto Socorro Municipal não possuem ligação com a verba da bancada federal, repactuada para ajudar o Governo de Mato Grosso a quitar dívidas com a saúde pública. No ano passado, após muita polêmica, o Governo, a Prefeitura de Cuiabá e a bancada federal de Mato Grosso no Congresso firmaram um acordo para usar os recursos de emendas parlamentares da União para o custeio da Saúde do Estado. Em contrapartida, o Executivo ficou responsável por repassar os R$ 82 milhões necessários para equipar o novo Pronto-Socorro.

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO