Segunda-Feira, 20 de Agosto de 2018

Cidades
Sexta-Feira, 03 de Agosto de 2018, 10h:41

CUIABÁ

Prefeitura faz alerta para baixa umidade do ar e tempo seco na Capital

Apesar da chegada de uma nova frente fria na próxima segunda-feira, não há previsão de chuva

Andressa Sales

A Prefeitura de Cuiabá, por meio Defesa Civil do Município, está orientando a população a se resguardar durante o período de baixa umidade relativa do ar. Embora o índice tenha atingido a marca de 11%, apenas em um dia durante o mês de julho, a Prefeitura não descarta o estado de alerta aos munícipes, já que para o mês de agosto a umidade relativa deverá manter-se entre 20% e 12%.  

Nesta sexta–feira (03), a massa de ar seco que cobre quase todo o estado de Mato Grosso garante uma tarde de sol forte e calor em Cuiabá. No momento os termômetros indicam 26 graus, onde a umidade relativa do ar está em torno de 59%.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), um indicador a partir de 30% da umidade relativa do ar já pode ser considerado estado de atenção. Abaixo dos 20% é considerado estado de alerta e menos de 12% estado de emergência.

De acordo com a Defesa Civil, apesar da chegada de uma nova frente fria - esperada para a próxima segunda-feira (06) - e da entrada de ar polar, não há previsão de chuva. Para o diretor de Proteção e Defesa Civil do Município, Paulo Wolkmer, é fundamental ficar atento às quedas deste índice, considerando as indicações necessárias para a preservação da saúde.

“Cuiabá tem previsão de chuva, apenas na primeira quinzena de setembro. Com a umidade em estado de alerta, a população deve seguir todas as diretrizes já determinadas, suprimindo os exercícios físicos e trabalhos pesados ao ar livre entre os horários das 11h e 15h. Com o índice alcançando 12% para menos, as circunstâncias são ainda mais delicadas e em casos dessa natureza as restrições incluem também a possível interrupção imediata de toda e qualquer atividade externa entre às 13h e 15h. Estas recomendações, quando seguidas, vão permitir que este período mais sensível vivido pela Capital possa ser enfrentado com maior tranquilidade por nossa população”, disse o diretor. 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO