Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020

Cidades
Sexta-Feira, 20 de Março de 2020, 18h:42

CUIABÁ

Ônibus param em Cuiabá a partir de segunda-feira e comércio vai fechar

Da Redação

Reprodução

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro decretou situação de emergência no município para fim de enfrentamento a pandemia decorrente do novo coronavírus (Covid-19).

A medida foi anunciada na tarde desta sexta-feira (20).O Município estabelece também a aplicação de novas ações temporárias de prevenção ao vírus.

Medidas adotadas

- Suspensão total do serviço de transporte coletivo a partir da próxima segunda-feira (23) até o dia 5 de abril.

- Determinação de fechamento de estabelecimentos comerciais como shopping centers, restaurantes, bares, lanchonetes e congêneres, templos, igrejas, academias, clubes e similares, bem como feiras livres e exposições. Os postos de combustíveis poderão funcionar de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h, sendo vedada a abertura aos domingos e feriados.

A norma não abrange clinicas médicas e estabelecimento hospitalares; clinicas veterinárias em regime de emergência; supermercados e similares, tais como padarias e açougues; farmácias; funerárias; agencias bancárias; distribuidores de água e gás; serviço de segurança privada; serviço de táxi e aplicativos transporte individual de passageiros; lavanderias e serviços de higienização; lojas de materiais de construção.

- Os servidores públicos municipais, também no período de 23 de março a 5 de abril, deverão exercer suas atribuições pelo sistema “home office”. O modelo não se aplica, porém, aos servidores da área fim da Saúde, das áreas de fiscalização das secretarias de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Mobilidade Urbana e Ordem Pública, além dos ligados a serviços essenciais.

- A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Verdão será utilizada como estrutura de apoio de leitos para internação Hospital Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, para pacientes contaminados.

- Estão suspensos os agendamentos e atendimentos dos procedimentos médicos eletivos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO