Quarta-Feira, 20 de Março de 2019

Cidades
Sexta-Feira, 28 de Dezembro de 2018, 18h:06

LUTO

Morre segunda vítima de atropelamento em frente a boate Valley

Jô Navarro

Reprodução/GD

"Com uma dor indescritível que informo a todos os amigos e irmãos que tanto se empenharam por sua salvação, que o nosso filho, amigo, cantor, que cantou e encantou durante 25 anos, vai cantar e encantar nos palcos superiores", disse o procurador Mauro Viveiros, ao confirmar a morte do filho, o cantor sertanejo Ramon Alcides Viveiros, na tarde desta sexta-feira (28).

O jovem é a segunda vítima fatal do atropelamento ocorrido na manhã de domingo (23) em frente a boate Valley Pub em Cuiabá. Myllena Inocêncio, 22, morreu na hora.

A terceira vítima, Hya Girotto, 21, luta pela vida. Ela precisa passar por uma cirurgia para desobstruir uma artéria, que será realizada depois que se fortalecer. O estado de saúde de Hya é considerado muito grave.

O caso

Os jovens foram atropelados pela professora de biologia Rafaela Screnci, 33. Segundo a Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), a condutora se recusou a fazer o teste de alcoolemia no local do atropelamento.

Somente três horas depois, no Instituto Médico Legal (IML), fez exames clínicos e, em seguida, foi conduzida para Central de Flagrantes. O exame de alcoolemia no IML resultou negativo.

Na seguda-feira (24), na audiência de custódia, o juiz Jeverson Quinteiro estabeleceu fiança de R$ 9,5 mil e determinou medidas cautelares. Ela teve a CNH recolhida, deve comparecer mensalmente em juízo e permanecer recolhida nos períodos noturnos e aos finais de semana.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO