Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Cidades
Quarta-Feira, 28 de Novembro de 2018, 06h:03

OPERAÇÃO DOMÍNIO

Força Tarefa: Líder de facção que negocia armas e drogas é preso em VG

Participam da operação cerca de 20 policiais, entre civis, federais e militares.

Redação

Divulgação/PJC

Uma operação para cumprimento de cinco mandados judiciais (uma prisão e quatro buscas e apreensão) foi desencadeada na manhã desta quarta-feira (28) pela força tarefa composta pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

A operação “Domínio” é centralizada em apuração desenvolvida em desfavor de Adriano Carlos da Silva, conhecido como “Fusca”. Ele foi preso nesta manhã, em sua casa, no bairro Jardim Glória I, em Várzea Grande.

O criminoso é apontado como um dos principais elos de uma facção criminosa, chamado de a “voz do bairro”, em referência aos bairros Jardim Glória l e Figueirinha, na cidade de Várzea Grande.

A investigação apontou que Adriano está há mais de 20 anos envolvido com a negociação de armas de fogo e tráfico de drogas. Ele teria a função de controlar os pontos de drogas (biqueiras) do bairro e é um dos responsáveis  por cadastrar novos integrantes da facção em Várzea Grande.

Foram cumpridos cinco mandados judiciais, sendo uma prisão preventiva e quatro mandados de busca e apreensão, todos em residências do suspeito, que possui passagens por crimes contra o patrimônio, porte ilegal de arma, tráfico de drogas e associação criminosa.

A prisão preventiva foi decretada em razão da prática dos crimes de organização criminosa e associação para o tráfico, com pena que pode chegar aos 18 anos de reclusão.

Participam da operação cerca de 20 policiais, entre civis, federais e militares.

Nome da Operação

Domínio reflete a forte presença do Estado em todas as regiões de Cuiabá e Várzea Grande no combate a criminalidade, em mais uma ação que reforça o domínio estatal de modo imperativo, combatendo o fortalecimento de qualquer outra ordem paralela.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO