Terça-Feira, 16 de Outubro de 2018

Cidades

Domingo, 02 de Outubro de 2016, 10h:41

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Eleitor flagra condutas proibidas em Várzea Grande neste domingo

Redação
Caldeirão Político

Um veículo a serviço da Prefeitura de Várzea Grande foi visto na manhã deste domingo, 2, no bairro Pirineu, transportando eleitores. No veículo não há nenhuma identificação que demonstre estar a serviço da Justiça Eleitoral. A placa do automóvel é NJJ-4902. Quatro pessoas foram vistas saindo do carro diante de uma escola onde ocorre votação.

O transporte de eleitores é proibido de 1º a 3 de outubro de 2016, para o primeiro turno, e de 29 a 31 de outubro, para o segundo turno. Somente a Justiça Eleitoral pode providenciar transporte e alimentação para eleitores, no dia da votação.

Já na frente da escola Gonçalo Botelho, no bairro Costa Verde, também em Várzea Grande, um candidato a vereador parece estar fazendo ‘plantão'. Fica parado bem diante da entrada recebendo os eleitores.O curioso é que policiais que estão de serviço na escola não tomaram, até este momento, nenhuma providência para evitar a boca de urna.

A prática conhecida como boca-de-urna (propaganda eleitoral no dia da eleição) constitui crime eleitoral com pena de detenção ou prestação de serviços à comunidade e multa.

As informações e as fortos são de um eleitor várzea-grandense que prefere não ter seu nome divulgado.

 Prisões

Até este momento seis eleitores foram presos neste domingo em quatro municípios de Mato Grosso, acusados de boca de urna, segundo informado pelo TRE-MT.

Uma prisão ocorreu em Várzea Grande, uma em Barra do Garças (509 km ao Leste de Cuiabá), duas em São José do Rio Claro (315 km ao Norte da Capital) e mais duas em General Carneiro (442 km a Leste de Cuiabá).
As prisões foram realizadas pelas polícias Federal, Civil e Militar.

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO