Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Cidades
Segunda-Feira, 03 de Dezembro de 2018, 06h:35

GENERAL CARNEIRO

Denúncia anônima leva à apreensão de 1,3 mil quilos de maconha paraguaia

Com o motorista foi apreendido também cartão com chip da Bolívia, quatro documentos de diferentes veículos e dois cheques no valor de R$ 22.700,00 e R$ 15.000,00.

Redação

Divulgação/PJC

Um caminhão V/W placa de Redenção (PA) foi apreendido pela Polícia Militar de Mato Grosso em General Carneiro (a 455 km de Cuiabá) com 1.300 kg de maconha. A droga, distribuída em 1.417 tabletes e 33 pacotes, estava no meio de ração animal, que teria sido carregada na cidade de Dourados (MS) com destino ao Pará. Uma denúncia obtida pela Polícia Civil do Paraná (Denarc) monitorou o percurso do veículo, com apoio da Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso do Sul até a localização do mesmo, pela PMMT por volta das 17h de sábado (01.12).

A abordagem foi realizada na saída da cidade de General Carneiro seguindo as características repassadas do veículo. O suspeito que conduzia o caminhão, Lhauson Franke Severino dos Santos, 44 anos, é morador de Goiânia e agiu na abordagem com bastante tranquilidade, conforme relatado no Boletim de Ocorrência, afirmando que não havia nada de irregular com a carga. Mas apresentou nervosismo quando soube que a carga seria vistoriada.

A princípio o veículo e o motorista foram encaminhados para a delegacia de General Carneiro para a retirada da lona e parte da carga para a devida conferência. Após a retirada de aproximadamente 60 sacos de ração, tornaram-se visíveis diversos fardos da droga entre a carga.

Na sequencia, com apoio da Força Tática, PRF e PJC-MT o caminhão foi levado para a cidade de Barra do Garças para a verificação em maior segurança, por conta do efetivo de militares. Eles puderam contabilizar 1.450 porções (cerda de 1.300 kg) conforme detalhado, em maconha não prensada.

Divulgação/PM

Maconha apreendida

 

O motorista teria alegado que não sabia da droga, que está com o caminhão a aproximadamente 40 dias e que na maioria das vezes realizava o transporte de frutas. Que um dos últimos carregamentos teria sido de sementes de capim branqueara de Goiânia até a divisa do Brasil com a Bolívia, descarregando em uma fazenda da região. Posteriormente, de Cáceres para Naviraí, levou uma carga de papelão, passando pelas cidades de Coronel Vivida e Campo Grande. Disse ainda, que em Naviraí a PRF teria suspeitado de seu caminhão, que na ocasião foi descarregado e teria recebido multas por falta de adequações no veículo para o transporte, e que foram realizadas algumas mudanças no caminhão para poder continuar rodando. Após isso, foi até Dourados (MS) para carregar o veículo com ração animal com destino a São Felix do Xingu (PA). O carregamento teria sido acompanhado por ele (Lhauson Franke Severino dos Santos), mas teria se ausentado na hora de enlonar a carga.

O suspeito, que está em liberdade há pouco tempo, devido a um furto em Goiânia, foi encaminhado para a Central de Atendimento, algemado, por receio de fuga por se tratar de grande quantidade de droga. Também foram apreendidos R$ 771,00, um cartão com chip telefone da Entel da Bolívia, dois celulares, cartões bancários e documentos do suspeito, quatro documentos de veículos distintos, sendo cada um correspondente a uma placa veicular e dois cheques, um do banco Bradesco no valor de R$ 22.700,00 e outro do Sicoob de R$ 15.000,00 rasgado ao meio.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO