Sábado, 24 de Agosto de 2019

Cidades
Sábado, 11 de Maio de 2019, 08h:45

PÂNICO NO ATACADÃO EM CUIABÁ

Criminosos mortos em confronto com seguranças no Atacadão são identificados

Dois criminosos continuam foragidos

Redação

Câmera de segurança

Os três criminosos mortos em confronto após tentativa de roubo a malotes de abastecimentos de caixas eletrônicos, ocorrido na tarde de sexta-feira (10.05), no supermercado Atacadão, na região do Coxipó, em Cuiabá, eram monitorados pela força-tarefa da Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (Saap) e Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seop/MJSP).

Os suspeitos mortos são: Luciaquino Quirino Serra de Paula, 37 anos, Fábio Aparecido da Costa, 26 anos, e Dauan Félix da Silva (sem idade informada). Eles vinham atuando contra joalherias em Cuiabá e também eram investigados pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) da capital, que ajudou a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) na identificação deles. Ao menos cinco teriam participado da ação criminosa. Dois estão foragido..

A informação de possível roubo a um carro-forte foi repassada pela equipe da força-tarefa aos policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que deslocou equipes policiais, chefiadas pelo delegado Flávio Henrique Stringueta, até o Atacadão, localizado na entrada do bairro Tijucal.

"Ficamos aguardando melhores informações sobre onde seria o possível assalto a um carro-forte. Assim que a equipe da força-tarefa identificou que o local era o Atacadão e também passou que os criminosos já estavam no local, adentramos no estacionamento do supermercado quando avistamos a entrada do carro-forte da empresa Brinks", disse o delegado.

Conforme o delegado, nesse momento disparos já tinham acontecido no interior do supermercado, provocando correria dos clientes e funcionários. Os policiais identificaram que dois criminosos roubaram um veículo HB20 para fugirem e estavam armados com uma submetralhadora SMT 40 e pistolas PT 940 ponto 40, com brasões da PJC e da PM, respectivamente. As armas foram apreendidas. Uma das pistolas foi roubada de um policial militar.

Os policiais verbalizaram ordenando que os criminosos parassem, mas diante do perigo iminente para os próprio policiais e outras pessoas no local, foram efetuados disparos para contê-los, provocando a morte de ambos.

Uma varredura completa foi realizada no estabelecimento e constatado que a ação contou com a participação de pelo menos mais dois criminosos, que teriam fugidos pelos fundos do supermercado para onde também correram diversos clientes e funcionários.

O Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPaer) foi acionado e realizou patrulhamento na região, mas até o momento os bandidos não foram localizados.

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e a Politec foram acionadas para perícia de local de crime e liberação dos corpos, encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML).

(Informações da PJC)

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO