Segunda-Feira, 16 de Julho de 2018

Brasil

Terça-Feira, 10 de Abril de 2018, 16h:47

DÍVIDA FISCAL

Justiça decreta indisponibilidade de bens de Lula, Okamoto, IL e LILS

Redação

reprodução

Lula, Paulo Okamotto, o Instituto Lula e a LILS, empresa de palestras do ex-presidente, tiveram os bens indisponibilizados a pedido da 1ª Vara de Execuções Fiscais de São Paulo, informa a Época.

O objetivo é garantir o pagamento de uma dívida fiscal de quase R$ 30 milhões com o governo federal.

O débito soma R$ 15 milhões em relação a Lula, ao instituto e à empresa de eventos. No caso de Okamotto, que preside o Instituto Lula, o valor supera R$ 14 milhões.

2 COMENTÁRIOS:

Fico olhando esses sujeitos,fica com essa ladainha q lula é inocente e q não tem provas ,MPF deu inicio nas investigações ,depois temos um juiz Federal ,depois temos 03 desembagadores depois o recurssos da 4 região ,,depois temos 02 habes corpus NEGADOS pelo STJ e STFe o ultimo Habes corpus no STF .....agora se essses todos senhores q julgaram não vale NADA ....Esse senhor deve fazer rapido um concurso na aerea de Direito sabe muito ,o Pau q bate em Malluf , Cunha ,Vaccarri etc ,tbem bate nesse Chefe de quadrilha chamado LULA o LADRÃO
enviado por: creverson london em 12/04/2018 às 17:44:41
0
 
0
responder
E prossegue a impetuosa cruzada judicial-midiática contra o ex-presidente Lula. Não se contentam apenas em tirá-lo da disputa eleitoral e levá-lo ao cárcere sem provas que o incrimine, eles querem mais: querem torturá-lo, martirizá-lo até esgotar as suas forças, até seu corpo tombar no chão sem vida, como fizeram com Getúlio. Não existe na história do Brasil registro de uma trama política tão sórdida, covarde e odiosa quanto esta a que estamos assistindo em nosso país. Nem mesmo na ditadura militar nos “anos de chumbo” prendia-se alguém sem que houvesse indícios suficientes de autoria e provas, como se está fazendo hoje nos tribunais de exceção que vicejam no país. Arvorando-se em poder político, porém sem voto, sobrepondo-se à vontade de milhões de eleitores, o Judiciário modificou as regras do Direito positivo e subverteu a ordem constitucional para impedir, pela via de exceção, que Lula se candidate e, mais uma vez, seja eleito presidente do Brasil, condenando-o num julgamento de natureza político, fundado em acusações sem provas e baseado apenas em convicções, como se fazia nos tempos sombrios da Inquisição. Um jogo de cartas marcadas, uma grande farsa judicial com propósitos eminentemente políticos, que certamente será inscrita no livro de memórias da política nacional como uma das páginas mais sujas, tristes e iníquas da história do Brasil. Os abusos e arbitrariedades sem limites perpetrados pelo Poder Judiciário, que instrumentaliza e legitima essa criminosa perseguição ao ex-presidente Lula com o objetivo único de tirá-lo da disputa eleitoral, com o patrocínio das classes dominantes, mostram claramente que, neste momento da sua história, o Brasil se encontra sob a direção de um regime totalitário comandado por déspotas togados mancomunados com a mídia venal. Espera-se que o Brasil retome logo o caminho da ordem institucional, da paz social, da liberdade e da JUSTIÇA cega e imparcial, antes que seja tarde !! E isso só será possível com a realização de eleições diretas. Qualquer outra forma de ocupação do Poder poderá levar o Brasil inevitavelmente a uma tormentosa sedição com desdobramentos nefastos nas ruas e praças do nosso país.
enviado por: Cícero Costa em 10/04/2018 às 18:17:01
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO